O vereador Joaquim do Arroz, que atualmente está sem partido, tem se movimentado para voltar a fazer parte de alguma sigla. No entanto, buscando um caminho que viabilize sua candidatura a reeleição, a tarefe se torna um tanto delicada.

(Foto: Vitor Sousa/ Portal O Estado)

Na manhã desta terça-feira Joaquim esteve com o ex-governador Wilson Martins (PSB), e disse o partido pode ser uma opção, contanto que haja maneiras de viabilizar uma disputa no pleito de 2020.

"Eu fui ponderar com o Dr. Wison, sobre como está sendo formado o PSB em Teresina, as questões dos alinhamentos políticos dele, e trocamos ideias. Ele ficou de me procurar em um outro momento, para analisar como seria um grupo que se formasse dentro do PSB, para enfrentar as próximas eleições", disse Joaquim.

Outro nome forte que pode compor a sigla, é o do delegado James Guerra, atualmente no MDB. O delegado teve uma votação expressiva nas últimas eleições municipais, e na visão de Joaquim, ficar os dois no mesmo partido pode dificultar a composição.

Dê sua opinião:

Tags