Em cumprimento à legislação do SUS, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) apresentou o 3º Relatório Quadrimestral de Prestação de Contas da Saúde de 2018, na Câmara Municipal, nesta última quarta-feira (03). O documento mostra que Teresina atingiu a maioria das metas pactuadas com o Ministério da Saúde, como 100% de cobertura estimada da cidade pela Estratégia de Saúde da Família e 97,79% por equipes de saúde bucal.

“Esse momento possibilita que os vereadores possam participar ativamente do processo de construção do SUS. Na oportunidade, houve encaminhamentos por parte dos diretores para qualificar a rede de saúde e foi também objeto de discussão a proliferação do mosquito Aedes aegypti. É preciso que haja envolvimento de todos e iremos traçar novas estratégias para envolver cada vez mais a comunidade”, afirma o presidente da FMS, Charles Silveira.

No que diz respeito ao conteúdo do Relatório, a Lei Complementar n°141/12 prevê que o documento deve conter informações como o montante e a fonte dos recursos aplicados no período; as auditorias/vistorias realizadas ou em fase de execução; a oferta e produção de serviços públicos na rede assistencial própria, contratada e conveniada e ainda alguns indicadores de monitoramento relativos ao processo de pactuação interfederativa.

Com a apresentação, a FMS finalizou o ciclo de apresentações de prestação de contas de 2018. “Esses relatórios apresentam metodologia definida em legislação específica e apresentam dados de sistemas de informações nacionais. Agora o documento que já foi encaminhado ao Conselho Municipal de Saúde será apresentado em plenário daquele colegiado”, conta Cláudia Glauciene, diretora de planejamento da FMS. 

Cláudia ressalta outras metas pactuadas que tiveram resultados satisfatórios: a realização de exame citopatológico por mulheres na faixa etária de 25 a 64 anos, indicadas para fazer o rastreamento do câncer de colo do útero e a realização de exame de mamografia por mulheres de 50 a 69 indicadas para rastrear câncer de mama. “Além disso, consta o investimento da Prefeitura de Teresina, que aplicou 34,60% de seu recurso próprio com a saúde”, relembra. 

Durante a audiência, o diretor de Atenção Básica da FMS, Francisco Pádua, também informou sobre o trabalho desenvolvido para cobertura da cidade pela Atenção Básica. "Embora haja constante mobilidade da população e surgimento de novos bairros, a Prefeitura realiza frequentemente atividade de redimensionamento para vincular novas áreas da cidade a uma Unidade Básica de Saúde, com o intuito de viabilizar atendimento a todos".

Fonte: Prefeitura de Teresina

Dê sua opinião:

Tags