A Prefeitura de Teresina, através da Fundação Municipal de Saúde, realizou na última sexta-feira (10/08), nova etapa do Mutirão de Catarata. Cinquenta pessoas foram beneficiadas com a cirurgia realizada pelo SUS em clínicas credenciadas ao sistema de saúde pública. O objetivo do Mutirão é transformar Teresina em uma cidade livre da catarata.

Para o Mutirão da Catarata, a FMS está trabalhando com duas clínicas que realizaram consultas e exames pré-operatórios em 300 pessoas que aguardavam na fila pelo tratamento. Todos os pacientes foram agendados no Gestor Saúde para consultas de oftalmologia/catarata, ou seja, quem atendeu esta pessoa na UBS teve a percepção de que ela precisa de uma cirurgia de catarata”, informa Vitória Urbano, do SUS no município.

Na primeira etapa do mutirão foram realizadas as consultas e depois, segunda etapa, os exames de acordo com as necessidades de cada paciente. explica Silvio Mendes, presidente da FMS. "Estamos trabalhando onde existe demanda reprimida e buscando alternativas. Com este mutirão de catarata, vamos avançar em mais um setor, o da oftalmologia, beneficiando centenas de pessoas que vão ter a oportunidade de voltar a enxergar", fala Sílvio Mendes, presidente da FMS.

Próximo passo

Os pacientes que realizaram a cirurgia através do mutirão de catarata da PMT retornaram à clinica onde o procedimento foi realizado para a retirada do curativo. Eles serão examinados por um oftalmologista sobre os procedimentos do pós operatório, explica Thiago Castro, proprietário de uma das clínicas onde está sendo realizado o mutirão. 

As cirurgias de cataratas realizadas através da FMS é também o primeiro mutirão realizado com a mais moderna técnica cirúrgica existente, que é a Lazer, disse Thiago Castro. Segundo ele," a técnica a lazer é o que existe de melhor e mais moderno e é também mais segura e mais rápida".

Dê sua opinião:

Tags