O Ministério Público do Estado do Piauí(MPPI) constatou durante inspeção realizada nesta terça-feira(3), na Farmácia do Povo – Medicamentos Especializados, em Teresina, déficit no estoque de medicamentos. A vistoria foi realizada pelo promotor de Justiça Eny Vieira Pontes, que responde pela 12ª Promotoria de Justiça de Teresina.

A Farmácia do Povo – Medicamentos Especializados é um espaço criado para oferecer atendimento gratuito e dispensação de medicamentos de componente especializado, estratégico e básico. Durante a visita, Eny Pontes conversou com o diretor técnico da Unidade de Assistência Farmacêutica (DUAF), Jean Batista, e com o gerente administrativo do local, Maurício Silva.

“Solicitamos detalhes sobre o estoque atual de fármacos e utilizamos, para efeitos comparativos, o último extrato de medicamentos apresentado no dia 8 de novembro de 2019 pela direção da DUAF. Após a análise e comparações, verificamos que dez medicamentos foram abastecidos, mas observamos também que diversos outros fármacos continuam sem estoque, bem como outros acabaram durante o último mês”, disse o promotor de Justiça Eny Pontes.

Outros problemas também foram percebidos durante a vistoria. Entre eles, a ausência de um profissional de Psicologia para auxiliar no acolhimento dos pacientes. Os representantes da Farmácia apontaram que os profissionais que trabalham no local passaram, recentemente, por capacitação para que o local ofereça melhorias no trato com o usuário.

O promotor de Justiça Eny Pontes afirmou que será expedida recomendação administrativa ao Secretário Estadual de Saúde, Florentino Neto, para regularizar a situação do local.

Dê sua opinião:

Tags