A Câmara de Teresina, de maioria de vereadores da base do Prefeito Firmino Filho, rejeitou dois requerimentos que solicitavam que Câmara abrisse um canal diálogo entre a categoria de médicos e a gestão administrativa de saúde, além de uma intervenção do Ministério Público Federal diante dos problemas graves que a saúde enfrenta atualmente. Os requerimentos foram apresentados pelo vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT).

Vereador Dudu (PT) culpa Silvio Mendes pelo que chama de caos na saúde de Teresina (Foto: Reprodução)

Segundo o vereador, a administração de Sílvio Mendes como Presidente da Fundação Municipal de Saúde, Dr. Silvio Mendes, é falha e calamitosa. Esta não é a primeira vez que o Dudu faz denúncias graves e procura meios que possam resolver o que ele entende como caos na saúde de Teresina.

“Mais uma vez os médicos paralisam suas atividades por conta da falta de estrutura que lhes é oferecida pela Prefeitura de Teresina. Como representante do povo de Teresina e humano que sou, fico cada vez mais abismado e mais indignado com o descaso da saúde pública da nossa capital. O Presidente da Fundação Municipal de Saúde, Dr. Silvio Mendes, continua ditatoriando uma administração falha e ilegível à população. Não é de hoje que venho buscando respostas e lutando por melhorias nessa pasta", declarou Dudu.

A Câmara barrou os requerimentos com maioria dos votos dos vereadores, mas o vereador Dudu afirma que continuará cobrando e investigando a gestão de Silvio Mendes à frente da FMS.

“Esta Casa não pode continuar omissa e se vendando diante dessa grave situação. Nós, vereadores, temos o poder constitucional de fiscalizar, questionar e coibir abusos. Temos denúncias de falta de insumos, mortes e, mesmo assim, vejo esta Casa se omitindo diante disso, negado requerimentos onde solicitava providências para que esses impasses pudessem ser debatidos e solucionados. É lamentável a situação. Estamos falando de saúde, de vidas", finalizou o vereador.

Dê sua opinião:

Tags