Imagens recebidas na noite desta quarta-feira (08), mostram o descaso com a caixa-d’água que abastece a Rodoviária de Corrente o reservatório fica um andar acima da sede da Vigilância Sanitária Municipal. A omissão do órgão causa medo e nojo por parte da população nas redes sociais.

O registro feito no local mostram o descaso com o sistema de armazenamento de água do Terminal Rodoviário de Corrente, a caixa-d’água sem tampa, está cheia de lavas de mosquito e restos mortais de aves. Segundo populares, o local foi tomado por pombos.

Vigilância Sanitária é a parcela do poder de polícia do Estado que trabalha  à proteção e promoção da saúde, que tem como principal finalidade impedir que a saúde humana seja exposta a riscos ou, em última instância, combater as causas dos efeitos nocivos que lhe forem gerados, em razão de alguma distorção sanitária, na produção e na circulação de bens, ou na prestação de serviços de interesse à saúde.

No Brasil, a definição legal de Vigilância Sanitária é consentida pela Lei Federal nº 8.080 de 19 de setembro de 1990[1], que expressa as diretrizes e trata da execução das ações desta entidade no âmbito e competência do Sistema Único de Saúde(SUS).

Os pombos são conhecidos por serem portadoras de uma grande variedade de doenças e hospedeiros para outros tipos de pragas. As pessoas também podem desenvolver sintomas semelhantes a gripe devido aos esporos dos excrementos destes animais. O controle de profissional de pombos não só é crucial para evitar danos na sua propriedade, como também para minimizar os riscos de saúde decorrentes da presença destas aves. Os pombos são hospedeiros de pragas parasitas como os carrapatos, as pulgas e os ácaros das aves, que podem ser transferidos para as pessoas por contato direto ou indireto com pombos.

Dengue é uma doença febril grave causada por um arbovírus. Arbovírus são vírus transmitidos por picadas de insetos, especialmente os mosquitos. Existem quatro tipos de vírus de dengue (sorotipos 1, 2, 3 e 4). Cada pessoa pode ter os 4 sorotipos da doença, mas a infecção por um sorotipo gera imunidade permanente para ele.

O transmissor (vetor) da dengue é o mosquito Aedes aegypti, que precisa de água parada para se proliferar. O período do ano com maior transmissão são os meses mais chuvosos de cada região, mas é importante manter a higiene e evitar água parada todos os dias, porque os ovos do mosquito podem sobreviver por um ano até encontrar as melhores condições para se desenvolver. Todas as faixas etárias são igualmente suscetíveis, porém as pessoas mais velhas têm maior risco de desenvolver dengue grave e outras complicações que podem levar à morte. O risco de gravidade e morte aumenta quando a pessoa tem alguma doença crônica, como diabetes e hipertensão, mesmo tratada.

Em Corrente acontece que a Vigilância Sanitária é inoperante, incapaz e arcaica em suas operações, até mesmo na estrutura que deveria está em dias, seu próprio local de funcionamento o órgão não atua. Após esse fato, a confianças na vigilância que quase não existia, de fato não existe mais pelos munícipes. 

Dê sua opinião:

Tags